131 – Prelúdios de Debussy: Parte 2 (Marcus Varela)

A versatilidade no uso de técnicas, ritmos, harmonias e motivos, situa os Prelúdios de Debussy como um marco no desenvolvimento da música contemporânea. A orquestração de Colin Matthews toma certas liberdades, como prolongamento de notas, mudanças de articulação e de ênfase nas camadas da textura. Tudo buscando traduzir da melhor forma a atmosfera de cada Prelúdio para o idioma da orquestra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *