Ezequias Oliveira Lira

Violonista Pernambucano, desenvolve um processo criativo que valoriza linguagens musicais enraizadas na tradição musical brasileira, divulgando, descobrindo criando e interpretando sons que dialogam entre o erudito e o popular. Já se apresentou como violonista em diferentes países como Canadá, Estados Unidos, França Itália, Cuba e México.
Viveu por oito anos no Canadá onde cursou Mestrado (2002) e Doutorado (2007) em interpretação musical na Université de Montréal. Em 2009, gravou o seu primeiro CD, “Balaio”, com obras de Radamés Gnattali, Marco Pereira, Sergio Assad, Antônio Madureira, Barrios e Senô, como bolsista do Conselho de Artes do Québec (Conseil des Arts et Lettres Du Quebec) , no programa de diversidade artística, Vivacité Montréal, no Canadá.
Tem atuado como violonista e professor convidado em Festivais de violão pelas capitais brasileiras, como as edições de 2014, 2017 e 2018 do Seminário de Violão José Cárrion, no Conservatório Pernambucano de Música em Recife e o II Encontro Internacional de Cordofones da UFRJ 2018, II Seminário Internacional de Violão do IFCE/UFC, Fortaleza. Em maio de 2018, realizou dois concertos e ministrou masterclasses como professor e violonista convidado, no Concervatorio di Musica Licinio Refine de Frosinone, e Festival Internazionale de la Chitarra em Castrocielo, Itália, subvencionado pelo programa de mobilidade acadêmica internacional, ERASMUS. Representou o Brasil no Quinquagésimo Simpósio Internacional de Trompas, com o Mangaba Trio, (violão de 7 cordas, Trompa e Bateria), realizado em Muncie, EUA. Atua como instrumentista, (Viola Nordestina), na Orquestra de Pífanos de Caruaru.
Atualmente é professor efetivo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e ministra aulas no curso de bacharelado em violão brasileiro popular, além de atuar como orientador no programa de mestrado em Violão Brasileiro, (UFRN) na linha, processos e dimensões da produção artística dos séculos XX e XXI.