Frederico Nable

Frederico Arantes Nable iniciou seus estudos no violoncelo em 2006, na Fundação de Educação Artística em Belo Horizonte – MG, posteriormente estudando com Abel Moraes, Alceu Reis e Fabio Presgrave. Em 2011 concluiu a Licenciatura com Habilitação em Instrumento pela Universidade Federal de São João Del-Rei (onde obteve nota máxima em violoncelo) e em 2015 o Mestrado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, tornando-se em 2016 professor efetivo da mesma instituição. Participou de master-classes com instrumentistas de renome nacional e internacional em vários festivais do país, como: Marcio Carneiro (Suíça/Brasil), Antonio Meneses (Suíça/Brasil), Mark Kosower (EUA), Ole Akahoshi (EUA), Kim Bak Dinitzen (Dinamarca), Henrik Brendstrup (Dinamarca), Per Nyström (Suécia), Alan Rafferty (EUA), Eduardo Vassallo (Inglaterra/Argentina), Alexander Hulshöff (Alemanha), Anna Gorelova (Rússia), Dennis Parker (EUA), Dmitry Kouzov (EUA/Rússia), Helga Winold (EUA), Richard Young (EUA), Viktor Uzur (Rússia/EUA), Carmelo de Los Santos (EUA/Brasil), Matias de Oliveira Pinto (Alemanha/Brasil),e Hugo Pilger (Brasil), entre outros. Foi ganhador de diversos concursos para recital solo em Belo Horizonte e São João del Rei.
Desenvolve intensa atividade como professor de violoncelo desde o início de sua formação, tendo atuado no projeto de extensão Vivências Musicais da UFSJ, no Espaço Cultural Integrar e na Fábrica de Artes em Belo Horizonte e na Orquestra de Cordas de Sarzedo (2012 a 2015). Atualmente leciona na graduação, curso técnico e cursos de extensão da Escola de Música da UFRN. Tem atuado como recitalista e músico de câmara, tendo integrado os Quartetos de Cordas Tzigane e Villa Rica e o trio Maurício Caranguejo, além de duo com o pianista Ricardo Castelo Branco nos anos de 2010 e 2011, com apresentações regulares em São João Del Rei, Ouro Branco e Belo Horizonte.
Realizou estreias mundiais de peças dos compositores Dante Grela (Argentina), Danilo Guanais, Sílvio Ferraz e Beetholven Cunha. Como músico de orquestra foi integrante da Orquestra Sinfônica da UFRN, Orquestra de Câmara da Fundação de Educação Artística e da Orquestra Jovem do Palácio das Artes, além da Orquestra da UFSJ e a Camerata da UFSJ (da qual foi chefe de naipe) e diversas orquestras de festivais, atuando sob a batuta de regentes como: Catherine Larsen-Maguire (Inglaterra-Alemanha), Leon Spierer (Argentina-Filarmônica de Berlim), Osvaldo Ferreira (Portugal), Ernani Aguiar, Charles Roussin e Marcelo Ramos, entre outros.
Em 2018 foi professor convidado da I Mostra de Violoncelos da UFC e do II Festival de Cordas Flausino Valle, tendo participado também de masterclasses com o violoncelista Mark Kosower (Primeiro violoncelo da Cleveland Orchestra e professor do Cleveland Institute of Music) no festival “Hidden Valley Music Seminars” em Carmel Valley na Califórnia. Em 2019 foi professor convidado do segundo festival “Belo Cello” em Belo Horizonte, ao lado de nomes como Marcio Carneiro e Matias de Oliveira Pinto. No mesmo ano, ministrou masterclasses de violoncelo na Universidade Federal de São João del Rei, a convite do prof. Dr. Abel Moraes. Atualmente é coordenador da Orquestra Infantojuvenil da UFRN, membro do trio “Acauã” e coordenador adjunto do grupo UFRN Cellos.

Posts relacionados:

  • Encomun 2019 – Concerto de Abertura
    O Encomun 2019 – I Encontro de Música Contemporânea de Natal aconteceu nos dias 26, 27 e 28 de Abril de 2019 na Escola de Música da UFRN.O concerto a…